entre em contato conosco
  • LinkedIn ABX
  • Facebook ABX

Alameda Terracota, 185 - Sala 716

Bairro Cerâmica, São Caetano do Sul

​​

Tel: (11) 2376-4412

contato@abxconsulting.com.br

Mídias Recentes
Please reload

Internet via satélite, realidade ou ficção?

Eu acredito ser indispensável afirmar sobre a importância da conexão com a Internet atualmente. Desde necessidades de lazer e sociabilidade até serviços essenciais demandam esta conectividade digital.

 

No Brasil, quase 60% dos habitantes estão conectados mas, essas 120 milhões de pessoas são motivo de comemoração? Definitivamente não!

 

Queremos e vamos ser um país conectado, competindo por exemplo, com o Reino Unido, que tem 94% dos habitantes conectados.

 

Em um país de dimensões continentais o desafio de conectar essas pessoas também é grande. Para conseguir vencer esse desafio de conectar as pessoas temos atualmente os 02 tipos de empresas:

1) Grandes operadoras (Telcos)

2) ISPs (Internet Service Providers).

 

Para ambos os casos a tecnologia aplicada utiliza conexões físicas e de baixo alcance (ex.: cabo, fibra e rádio). Mas qual a solução para quem está em áreas remotas e não tem acesso à essas conexões físicas?

 

Internet via satélite!

 

O satélite possui abrangência (footprint) que pode atingir todo o território nacional, conseguindo alcançar os cantos mais ermos e distantes do Brasil. A conexão Internet via satélite pode ser instalada diretamente para o cliente final, servir de backbone para uma redistribuição terrestre ou, devido à importância dos seus negócios, implantar uma contingenciar no acesso à Internet.

 

Atualmente existem algumas boas opções de conectividade deste tipo. Grandes operadoras de satélite estão investindo muito neste mercado e já existem soluções com diversos custos e garantias de entrega (SLAs - Service Level Agreements).

 

Como pode um provedor de internet regional ofertar o serviço para quem não está em sua rede cabeada (ou ao alcance de um rádio)?

Existem duas formas:

 

1) Montar uma estrutura de “hub” própria e contratar segmento espacial (satélite);

2) Contratar serviços por demanda que muitas empresas já estão começando a oferecer.

 

A primeira opção tem a necessidade de investimento pesado e é recomendada para quem pretende possuir ao menos uma centena de milhares de usuários nesta plataforma.

 

A segunda opção tem custos muito mais viáveis e acessíveis. É recomendada para quem possui apenas alguns clientes que se encaixam nas situações que esta tecnologia pode atender.

 

Somos uma consultoria especializada neste tipo de tecnologia.

Se você tem dúvidas sobre as opções, entre em contato conosco, teremos muito prazer em ajudá-lo.

 

Please reload